• +55 15 3524 9494 contato@nutriceler.com.br

O Senhor é a minha força e o meu cântico, porque ele me salvou. (Sl 118:14)

#Inovacaoetecnologia

Sojicultores aderem à técnica inovadora de plantio mais prática e mais produtiva

Sojicultores estão optando por sistemas de plantio mais sustentáveis, que agreguem facilidades operacionais, economia e aumento da produção

As expectativas para a próxima safra brasileira de soja são positivas. Especialistas esperam uma produção recorde, com aumento de áreas plantadas. Quem quer fazer bonito na hora da colheita, já está se preparando e buscando novas ferramentas que aperfeiçoem o plantio e o manejo do cultivo da oleaginosa.

 

O engenheiro agrônomo Fabrício Schreiner de Oliveira, supervisor técnico da Nutriceler, explica que o perfil do agricultor está mudando e que boa parte está abandonando antigos padrões e aderindo a tecnologias inovadoras. “Estamos percebendo uma maior consciência do sojicultor em relação à economia e à sustentabilidade. Quanto mais tecnificados eles são, melhor eles aceitam os novos conceitos de agricultura”, diz o agrônomo.

Fabrício destaca que a aplicação de fertilizantes fluidos no momento do plantio é uma nova modalidade de manejo que tem chamado a atenção de agricultores de todo país desde 2013. “A Nutriceler deu um passo à frente e trouxe para o Brasil uma tecnologia muito avançada, que conta com fertilizantes fluidos à base de fósforo, potássio, ácidos húmicos, fúlvicos e extratos de algas aplicados diretamente no solo, no momento do plantio, por meio de plantadeira adaptada”, explica. A técnica foi inspirada em um sistema que é amplamente utilizado entre os agricultores norte-americanos, líderes mundiais em produção de grãos.

O agrônomo afirma que os grandes diferenciais da técnica proposta pela Nutriceler é a praticidade logística da aplicação no plantio e o alto desempenho e rendimento dos fertilizantes. “Os agricultores que aderiram à prática puderam substituir as toneladas de adubos sólidos por alguns litros de fertilizantes fluidos, finalizando o plantio com mais rapidez. A economia é percebida tanto na redução da mão-de-obra, do tempo quanto na quantidade de adubo”, destaca Fabrício.

Os agricultores Wilson Brito e Wanderson Brito, de Campos Novos Paulista (SP), conheceram a tecnologia Nutriceler em 2014 e decidiram utiliza-la na safra 2015/2016. “A Nutriceler realizou uma demonstração lado a lado na safra passada e eu fiquei surpreso com os resultados. Já estamos com tudo preparado para tratar 100% da nossa área de soja com estra tecnologia”, afirma Wanderson.

O agricultor, que cultiva soja em 420 alqueires das Estâncias 3W e 4W, conta ainda que além dos resultados de aumento de produtividade, o aspecto fundamental que o convenceu pai e filho a aderirem à técnica foi a praticidade. “Nós vimos que o manejo proposto é muito mais fácil e rápido que o método tradicional de plantio. Além disso, apresentou resultados muito superiores em praticidade e produtividade. Isso foi fundamental para nossa decisão de adotar essa tecnologia”, completa.

Fórmulas especiais – O diretor técnico da Nutriceler, o engenheiro agrônomo Nelson Schreiner Junior, revela que os bons resultados obtidos no Projeto Pioneiros estão diretamente relacionados à forma como os nutrientes são apresentados, principalmente o fósforo, como ortofosfato. “O desempenho da técnica é superior em todos aspectos. Falando em nutrição, contamos com um poderoso trio de fertilizantes que fazem toda a diferença. O Nucleus Ophos traz em sua formulação o fósforo em forma de ortofosfato, o que possibilita uma alta absorção pela planta. O segundo fertilizante, o Nucleus 0-0-21, disponibiliza potássio e enxofre, nutrientes muito importantes na formação de proteínas e aminoácidos. O terceiro é o Maxifós, que fornece os ácidos húmicos, fúlvicos, algas e aminoácidos excelentes para a formação de matéria orgânica. Essa fusão de tecnologias vai melhorar a retenção de água e possibilitar uma nutrição mais eficiente”, detalha Schreiner.




Publicado em 15/09/2015

Sojicultores estão optando por sistemas de plantio mais sustentáveis, que agreguem facilidades operacionais, economia e aumento da produção