• +55 15 3524 9494 contato@nutriceler.com.br

O Senhor é a minha força e o meu cântico, porque ele me salvou. (Sl 118:14)

#Inovacaoetecnologia

Substâncias húmicas e fúlvicas são aliadas no desenvolvimento de raízes e aumento de produtividade

Com o sistema radicular bem desenvolvido, são maiores as chances de plantas mais produtivas e resistentes. Especialistas afirmam que uma boa solução para o desenvolvimento de raízes mais fortes e saudáveis é o investimento em tecnologias que contem com ácidos húmicos e fúlvicos em sua composição. O engenheiro agrônomo, Emerson Sousa, que atua no Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa Nutriceler, explica que o uso de fertilizantes fluidos compostos por esses elementos apresentam resultados superiores nas mais diversas culturas.

“O sistema radicular é responsável pela fixação dos vegetais no solo e pela absorção de água e sais minerais. Todo manejo do solo, como irrigação e adubação, tem por objetivo atingir o sistema radicular”, explica. Emerson conta que, além de auxiliar no desenvolvimento e fortalecimento das raízes, o uso das substâncias húmicas e fúlvicas apresentam outras vantagens nutricionais. “Essa tecnologia reduz a fixação de fósforo no solo, tornando a planta mais tolerante a períodos secos e apresentando melhor desempenho de desenvolvimento”, explica. O agrônomo revela ainda que os tratamentos nutricionais são economicamente viáveis e proporcionam aumento de produtividade.

Boa procedência
A Nutriceler desenvolveu uma formulação especial que conta com os ácidos húmicos e fúlvicos, além de aminoácidos e extratos de algas, o Maxifós.  Com matérias primas extraídas da leornadita do Novo México (EUA), com cerca de 80 milhões de anos, o produto possui maior eficiência em comparação a outras formulações com matérias primas extraídas a partir da turfa. “É um produto exclusivo no mercado brasileiro, com ótimas concentrações e com a melhor procedência.

Versatilidade no campo
A tecnologia do produto Maxifós permite que seus benefícios sejam aproveitados em todos os tipos de cultivo. A formulação faz parte dos tratamentos de fertilização fluida via sulco de plantio em culturas anuais como a soja, milho, trigo e feijão, tecnologia que está superando as expectativas de agricultores de todo país que buscam praticidade, economia e aumento de produtividade”, conta Emerson. O produto também tem obtido resultados acima do esperado com tratamentos via fertirrigação, como é o caso dos hortifrútis e do café.

O agrônomo relembra estudos realizados com cana-de-açúcar, onde a aplicação do fertilizante fluido, associado à adubação sólida convencional em quantidade reduzida, possibilitou aumento de produtividade em cerca de 20%. “Maxifós possibilita a liberação de parte do fósforo fixado no solo, além de proporcionar melhor enraizamento, melhor desempenho dos cultivos sob stress hídrico, aumento da nodulação na soja, melhora da eficiência da ação de trichodermas e possibilita o aumento considerável de produtividade das culturas”, completa. Ainda de acordo com o agrônomo, Maxifós complexa nutrientes catiônicos como o cálcio, potássio, magnésio e zinco, aumentando sua disponibilidade e reduzindo a lixiviação.




Publicado em 26/04/2016