• +55 15 3524 9494 contato@nutriceler.com.br

O Senhor é a minha força e o meu cântico, porque ele me salvou. (Sl 118:14)

#Inovacaoetecnologia

Adubação fluída na soja conquista novos adeptos na região centro sul do Brasil

Nutriceler está firmando novas parcerias com sojicultores para implantação da técnica em outros estados na safra 2015/2016

O pacote de vantagens da técnica inovadora que propõe a adução fluída no sulco de plantio da soja em substituição do manejo tradicional está atraindo a atenção de agricultores de todo Brasil. Além do aumento de produtividade, sojicultores e profissionais do setor acompanharam benefícios importantes proporcionados pelo Projeto Pioneiros, que vão desde a facilidade de transporte e aplicação até a redução de poluentes e utilização de maquinários no solo.

 

O Projeto Pioneiros, criado e desenvolvido no Brasil pela Nutriceler, foi inspirado nas técnicas norte-americanas de produção e teve início no sudoeste do estado de São Paulo na safra 2013/2014. Foi ampliado na safra 2014/2015, quando incorporou mais agricultores ao seu time de trabalhos de campo. A segunda edição do Projeto contou com mais de 30 agricultores dos estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Goiás, em mais de três mil hectares plantados com a tecnologia de fertilizantes fluídos. A média registrada entre as áreas tratadas com a tecnologia Nutriceler foi de 15% de aumento de produtividade.

O agricultor e engenheiro agrônomo Rogério Zart, que cultiva grãos no estado do Mato Grosso do Sul, é um dos novos sojicultores que decidiram aderir à inovação tecnológica. “Há tempos venho me preocupando com a baixa eficiência e custos dos fertilizantes convencionalmente utilizados na agricultura. Já evoluímos muito em outras tecnologias de produção, como o plantio direto, agricultura de precisão, transgenia para resistência a pragas, mas, em relação à adubação, ainda a praticamos como nossos avós faziam”, afirma o agricultor.

Rogério conta ainda que estava em busca de alternativas mais eficientes e vantajosas e que já havia pesquisado sobre a técnica de produção que é desenvolvida nas lavouras dos Estados Unidos. “Minha expectativa é grande. Sabemos que essa técnica, aliada à alta tecnologia, irá impactar diretamente na produtividade e na diminuição de custos da cultura como um todo, considerando a operacionalidade do plantio, relacionada com a otimização das plantadeiras”, ressalta o agricultor que além das lavouras no Mato Grosso do Sul, conduzirá algumas áreas com o Projeto Pioneiros em Porto Nacional, em Tocantins, onde também tem propriedades rurais.

Juntamente com os diretores da Nutriceler, os engenheiros agrônomos Nelson Schreiner Junior e Milton Flávio Moura, Rogério Zart reuniu produtores e entidades de pesquisa nos municípios de Sidrolândia e Maracajú, municípios sul-mato-grossenses, para a articulação de abertura novas áreas de tratamento com a nova tecnologia. Para a próxima safra, a Nutriceler vai atender alguns agricultores do Mato Grosso do Sul interessados em conhecer a nova tecnologia e também desenvolver trabalhos científicos com as principais instituições de pesquisa do estado.

O diretor da Nutriceler, Milton Flávio Moura, explica que o grande diferencial da técnica é a eficiência dos produtos nela utilizados. “As formulações que o Projeto Pioneiros traz é inovadora e exclusiva. A chave do sucesso é a forma como os nutrientes são apresentados, com estruturas desenvolvidas para que sejam mais rapidamente absorvidas e aproveitadas pelas plantas, sem desperdícios. O Projeto reúne muitas vantagens e nosso objetivo é alcançar na safra 2015/2016 cerca de 50 agricultores para propagação da nova tecnologia e contribuir para a modernização da agricultura brasileira, sem deixar de lado as questões tão importantes que envolvem a sustentabilidade”, afirma o diretor Milton.




Publicado em 02/07/2015

Nutriceler está firmando novas parcerias com sojicultores para implantação da técnica em outros estados na safra 2015/2016