• +55 15 3524 9494 contato@nutriceler.com.br

O Senhor é a minha força e o meu cântico, porque ele me salvou. (Sl 118:14)

#Inovacaoetecnologia

Nitrogênio via folha aumenta produtividade do feijão

Aplicação de nitrogênio líquido durante a fase de florescimento pode melhorar formação de bainhas e otimizar preenchimento de grãos

Apesar das intempéries climáticas que afetaram várias regiões produtoras do sul do país, as lavouras de feijão paulistas seguem bem e chegam a um dos mais importantes momentos de desenvolvimento, o florescimento. O engenheiro agrônomo Ricardo Wernek, consultor técnico da Nutriceler, explica que, nesta fase da planta, é importante que o agricultor reforce a disponibilidade de nitrogênio, elemento que vai viabilizar o enchimento dos grãos e fortalecer as bainhas que sustentam as vagens.

 

Uma alternativa que tem agradado produtores brasileiros, o fertilizante foliar Coron, é apresentado por Ricardo como uma das soluções para quem busca resultados de aumento de produtividade. “O Coron é uma formulação especial à base de nitrogênio que permite que a planta metabolize o nutriente de forma gradual, à medida que existe a demanda, até supri-la, no final do ciclo da planta. É uma forma muito eficiente e econômica que só traz vantagens ao manejo nutricional”, diz o agrônomo.

Ricardo explica ainda que a variedade de combinações de Coron é um dos grandes diferenciais da fórmula, que é enriquecida com potássio e boro. “O nitrogênio tem importância fundamental para a formação estrutural das bainhas e grãos, enquanto o potássio atua no enchimento de grãos e o boro age como carreador de nutrientes, o que aumenta a fertilidade dos órgãos reprodutivos”, explica Ricardo.

Em 2013, durante palestra realizada em Itapeva (SP), o professor e pesquisador Antonio Luiz Fancelli, da ESALQ/USP de Piracicaba (SP), já confirmava a eficiência de Coron em relação ao aumento de produtividade do feijão. Além das diversas vantagens econômicas da aplicação de nitrogênio via folha, o pesquisador destacou que os resultados podem ser mais eficientes se o fertilizante for aplicado nos momentos corretos. “Até o estádio V4 – V5, fazemos a adubação via solo. Após essa fase, é recomendado o investimento em fertilização foliar. Com menor quantidade de produto, se obtém resultados muito satisfatórios”, explicou Fancelli.

Coron – A tecnologia Coron foi trazida ao Brasil pela Nutriceler e já é bastante conhecida por agricultores que buscam aumento de produtividade. Sua alta eficiência, baixa fitotoxidade e volatividade, a variedade de formulações equilibradas com outros nutrientes, como boro, e a metabolização dos nutrientes nos momentos de maior necessidade da planta fazem do produto uma exclusividade no mercado brasileiro.

Soja e milho – No livro “Inovações Tecnológicas no Sistema de Produção Soja – Milho”, publicado em 2014 pela ESALQ, Fancelli contraria estudos de instituições de pesquisa renomadas que sempre afirmaram a não necessidade da adubação nitrogenada para a cultura da soja. O professor também defende a prática para a cultura do milho, associando-a ao aumento de produtividade. As experiências relatadas no livro foram realizadas com o fertilizante Coron 25-00-00 .5B, da Nutriceler.




Publicado em 27/10/2015

Aplicação de nitrogênio líquido durante a fase de florescimento pode melhorar formação de bainhas e otimizar preenchimento de grãos